Amigo brasileiro, ter ou não ter? | Open Intercâmbios [2021]
Diferenciais da Open
Diferenciais da Open
01/10/2019
Como é morar em uma homestay
Como é morar em uma homestay
28/01/2021

Amigo brasileiro, ter ou não ter?

Muitos brasileiros são instruídos a não fazer amizade com outros brasileiros durante o intercâmbio, isso acontece porque a maioria das pessoas vê essa amizade como algo que pode prejudicar a sua imersão cultural e o aperfeiçoamento do seu novo idioma, mas será que isso é verdade?

Será que as pessoas que falam isso para você já passaram pela experiência de estar a milhares de quilômetros do Brasil e longe de tudo o que lhe é familiar?

E se não for possível manter distanciamento dos amigos brasileiros (afinal a gente é tão legal, né!?), existiria um limite para evitar de cair na tentação de ficar somente falando português e esquecer o que fomos fazer lá fora?

Amigo brasileiro, ter ou não ter?

Amigo brasileiro, porque é tão bom ter um?

Para entender isso, vamos voltar até a Grécia Antiga onde o filósofo Aristóteles já dizia que o homem é um ser social que precisa de outros membros da espécie. Para ele precisamos de outras pessoas para nos sentirmos plenos e felizes.

Na verdade essa necessidade de interação social está gravada no nosso subconsciente pela própria evolução humana pois no nosso passado primitivo a aproximação com outros seres humanos era necessária e útil pois ter alguém que nos ajudasse nas caçadas, nas lutas com feras e rivais e nos cuidados com os mais vulneráveis era maior garantia da nossa própria sobrevivência. Podemos mesmo dizer que nossa espécie sobreviveu graças a interação social.

Fazendo essa retrospectiva histórica, fica mais fácil entender porque quando nos vimos num “território” totalmente diferente, com pessoas totalmente desconhecidas e falando uma língua que não é a nossa língua materna, bate forte esse nosso extinto de sobrevivência. Nesse cenário, encontrar alguém que fale a nossa língua e entenda as nossas piadas nos faz sentir mais seguros, é como se todo brasileiro se tornasse “nosso amigo de infância”!

amigo brasileiro

Amigo brasileiro durante o intercâmbio pode ajudar?

Sim, e muito!!!

Além do aspecto psicológico de ter alguém que te faça sentir-se mais “em casa”, há muitos outros aspectos bacanas em ter amigos brasileiros durante o seu intercâmbio.

Em primeiro lugar, é bem provável que além da proximidade cultural esse brasileiro tenha muitas afinidades de personalidade contigo, afinal, ele/ela, assim como você está à procura de conhecimento e assim como você saiu da sua zona de conforto para ir atrás disso. Isso nos leva a um outro aspecto: o intercâmbio é uma excelente oportunidade de formar networking enriquecendo muito as suas conexões profissionais e esse brasileiro pode ser uma excelente oportunidade para sua carreira e óbvio que você também para ele/ela.

Além disso, é muito provável que um amigo brasileiro possa te auxiliar no desenvolvimento do seu novo idioma pois há palavras e expressões nossas que muitas não é fácil de traduzir com o mesmo sentido e vocês vão poder trocar experiências quanto a isso e assim aprender juntos. Outro aspecto é que esse amigo brasileiro, principalmente se já estiver no local há mais tempo do que você, vai poder te dar valiosas dicas (lugares onde ir/ou não ir, onde comprar mais barato, onde achar produtos que nós gostamos, qual a melhor operadora celular, etc…) e essas dicas podem evitar muitos perrengues na sua vida, facilitando a sua adaptação.

Vamos recapitular as vantagens de ter um amigo brasileiro durante o intercâmbio:

  • melhora no aspecto psicológico;
  • muito provavelmente vocês terão excelente afinidade;
  • networking de qualidade;
  • dicas com relação ao inglês;
  • dicas com relação à adaptação local.

Então porque o pessoal fala tanto mal de ter amigo brasileiro durante o intercâmbio?

Isso ocorre porque muitas pessoas caem num erro muito comum que é o de fazer amizades SOMENTE com outros brasileiros e então desperdiçam a fantástica oportunidade de interagir com outras nacionalidades e isso não é legal. O ideal num intercâmbio é manter o equilíbrio e não ser radical nem para um lado (só ter amizades com brasileiros) e nem para o outro (só ter amizades com estrangeiros), mesclar as amizades é ter o “melhor” dos dois lados e isso á muito simples.

Amigo brasileiro, ter ou não ter?

ALGUMAS DICAS PRÁTICAS DA OPEN:

    • A dica essencial é: monte um grupinho para sair com pessoas de várias nacionalidades, mesclar as amizades com brasileiros e estrangeiros é ter o “melhor dos dois mundos”;
    • Quando sair com esse grupo se obrigue a falar sempre em inglês para que todos possam interagir e se em algum momento precisar falar algo em português com outro brasileiro, sempre explique aos amigos estrangeiros sobre o que foi falado, isso é respeitoso;
    • Tente manter o diálogo no idioma local mesmo quando estiver somente com seu amigo brasileiro e se isso não for possível, utilize esse tempo para aprender com ele algo que não saiba;
    • Com relação às amizades com estrangeiros aprenda alguma palavra-chave no idioma dele (japonês, árabe, russo) pois isso vai demonstrar seu interesse em aprender algo sobre a cultura dele e vai ser bem bacana! (Google Translate está aí para isso, rssss);
    • Por último: não se cobre demais, no intercâmbio vai ter dias que colocar as regras acima em prática vai ser muito fácil, mas pode ser que em algum momento você precise de um tempo com o seu amigo brasileiro para desabafar sobre algo (sem precisar ficar pensando em cada palavra na língua do lugar), se isso acontecer, está tudo bem! No próximo dia (e se sentindo melhor) você volta para as regras!

Amigo brasileiro, ter ou não ter?

Como eu posso me preparar para fazer um intercâmbio fora do Brasil? 

Uma plataforma que pode ajudar muito é o curso online Duolingo. Ele é um curso gratuito, traz exercícios bem interativos e pode inclusive te ajudar a se preparar para uma futura Certificação Internacional Duolingo que têm sido cada dia mais aceita em universidades fora do Brasil.

Outra forma muito bacana de aprender o idioma é se comunicando com outros falantes daquele idioma (nativos ou não).

Para te ajudar com isso, uma dica é você se cadastrar na plataforma Meetup, uma rede social onde você se conecta com grupo de pessoas com interesses em comum, como por exemplo falar inglês.  Basta você procurar grupos existentes na sua cidade, geralmente esses grupos marcam eventos em cafeterias e lanchonetes, basta você aparecer e começar a treinar o seu idioma!!! Em muitos grupos é comum que participem falantes nativos que moram no Brasil e que querem fazer amizades por aqui!

Para aqueles que se preocupam em como vai ser a parte de alimentação quando estiver morando fora do Brasil, é bom ler Dicas sobre alimentação no intercâmbio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *