Sobre a Open Intercâmbios

SOBRE A OPEN

                    SOBRE A OPEN

COMO A OPEN  COMEÇOU:

A OPEN Intercâmbios surgiu de uma experiência de mãe x filha morando no Canadá.

A mãe Ana Paula, desde a adolescência queria fazer uma viagem dessas, lhe fascinava a ideia de viver num país totalmente diferente, aprender outra língua, enxergar o Brasil com um olhar “de fora”.

A filha Luana, uma adolescente que na época só tinha 15 anos pensava mais em como seria ir pra escola naqueles ônibus amarelos, comprar aqueles cosméticos m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-s por um precinho camarada e aprender inglês para entender as músicas que mais gostava!

Apesar de irem juntas para o mesmo país – Canadá – as duas se separaram no aeroporto de Toronto pois o intercâmbio da Ana era em Vancouver e o da Luana, era em Nova Scotia (numa minúscula cidade de 2000 habitantes chamada Shelbourne), ou seja, assim que chegaram em Toronto pegaram aviões opostos, um indo para o extremo oeste (Pacífico) e a outra indo para o extremo leste (Atlântico).

Luana teria “novos pais” nessa viagem – sua “host family”.

Já Ana teria um ano de universitária “sem filha” e sem o salto alto de executiva, a coitada nem sabia mais como era andar de tênis e de “quebra” tinha que carregar uma mochila pra cima e pra baixo.

Um ano se passou, Luana fez muitos amigos canadenses, aprendeu patinação, esqui, curling, ganhou medalha como 3ª melhor aluna da escola inteira e de “quebra” aprendeu inglês.

SOBRE A OPEN

Ana fez amigos de todas as nacionalidades, pagou muitos micos, arrumou um emprego, se demitiu, chorou, quase desistiu, morou num apê com 3 mexicanos, arrumou outro emprego, recebeu proposta pra imigrar pra lá, e de “quebra” aprendeu inglês.

SOBRE A OPEN

O reencontro foi no aeroporto de Toronto, 1 ano sem se ver, Luana estava sem tênis e precisou pagar excesso de bagagem pois tinha 3 malas lotadas. Voltaram conversando o vôo todo e contendo os risos pra não acordar o avião inteiro, elas tinham muito o que contar uma para outra, foi 1 ano muiiiito intenso, só Skype não foi capaz de transmitir tudo.

Como Ana tinha trabalhado na área de marketing numa escola de inglês durante o seu intercâmbio, depois de um tempo de volta resolveu fundar a OPEN, porque queria sentir aquele “gostinho” novamente e cuidar da viagem dos seus alunos era como fazer parte desse sonho na vida de outro alguém. Além disso, os micos que “pagou” queria evitar que outros também tivessem que “pagar”.

Luana, já adulta, ingressou como sócia para ajudar a mãe que não dava mais conta de atender todo mundo e além disso ela era mais “ligada” nas tendências e tinha muita criatividade e empatia com o pessoal jovem.

Como a OPEN Intercâmbios “nasceu” com o intuito de oferecer as melhores instituições de ensino no Exterior, essas duas já rodaram bastante o mundo para visitar as escolas.

open-visitando-escolas-no-mundo1

open-visitando-escolas-no-mundo2

O outro objetivo era proporcionar que o maior número de pessoas pudessem experimentar o que ela viveram, por isso, a empresa vem a cada dia inovando mais e mais, foi assim que surgiu a ideia do consórcio de intercâmbio, produto que somente a OPEN oferece aos seus alunos.

Desde então muitas pessoas tiveram a oportunidade de aproveitar essa experiência fantástica!

SOBRE A OPEN

SOBRE A OPEN

A OPEN acredita que o intercâmbio cultural é a melhor forma de aproximar a Humanidade e contribuir para o desenvolvimento social de todos.

Depois de um intercâmbio, quando você vê a bandeira de um país, não é só a bandeira que você enxerga, vai ter um rosto amigo por trás dela e se alguma coisa de ruim acontece com outro país não são mais vítimas anônimas longe da sua realidade que você enxerga, são pessoas de verdade, pessoas que têm uma identidade que agora você conhece pois elas compartilharam com você um pouco da sua história, o sabor da sua comida e muitos risos.

Junte-se ao nosso sonho e nos ajude a levar essa mensagem a todos!!!

 


SELO DE GARANTIA CADASTUR:

CADASTUR é o Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo e é extremamente  importante pois permite que o Ministério do Turismo (MTur), em parceria com os Órgãos Oficiais de Turismo dos 26 Estados do Brasil e do Distrito Federal possam fiscalizar e garantir os serviços das empresas que atuam no setor.

Esse controle passou a vigorar através da Lei do Turismo 11.771/08 e também incluí as Agências de Intercâmbio Educacional, Profissional, Cultural e Humano como a OPEN Intercâmbios Ltda.

Na imagem abaixo utilizando seu celular é possível verificar a autenticidade da credencial da OPEN Intercâmbios com um aplicativo de leitura de QRCode ou clicando diretamente.